Decisão de juiz estipula multa para novos ataques de Francinne à Mister Jam

O produtor e empresário Mister Jam recebeu, na última sexta-feira, a decisão favorável da Justiça referente ao seu processo contra a cantora Francine de Almeida Porto, ex-esposa e ex-integrante da sua produtora musical.

O juiz Arthur Eduardo Magalhães Ferreira, responsável pelo processo 0284481-06.2020.8.19.0001 que trata o caso entre o produtor e sua ex-parceira, decidiu a favor de Mister Jam sobre os atos provocados pela artista em campanhas difamatórias contra seu ex-empresário nas redes sociais, com quem manteve um relacionamento por quatro anos.

Na decisão, o juiz determinou que a Ré “se abstenha de lançar, em todas as mídias conhecidas, comentários de qualquer forma ofensivos ou degradantes sobre o autor, sob pena de multa de R$5.000,00 para cada ato praticado em desacordo com esta decisão”.

728x90 - Americanas

A Massiva Music, gravadora do produtor, emitiu um comunicado oficial informando que as músicas ‘Atura ou Surta’, ‘Me Namora’, ‘Meninas querem diversão’, ‘Melhor Sozinha’, ‘Requebra no Som’, ‘Só no Ca$h’, ‘Hands To Myself’ e ‘Despacito’, retiradas por “takedown” pela própria Massiva Music, em breve estarão disponíveis nas plataformas digitais e no Youtube, a pedido de Mister Jam, CEO da empresa.

Como advogada de Jam, a Dra. Deborah Sztajnberg, conhecida por cuidar de casos para artistas renomados, foi a responsável por elaborar a defesa e esteve à frente do processo desde o seu início.

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião do Portal Da Fama