Dine Azevedo fala sobre cultura do cancelamento

Afirma que influencers precisam dar bons exemplos na pandemia

 

A influencer não frequentou festas e nem esteve em aglomerações

Vira e mexe tem um influencer ou artista sendo cancelado na web. Dine Azevedo, que tem um milhão de seguidores no Instagram e 1,7 milhão no TikTok, abriu seu coração e falou sobre esse assunto que incomoda muita gente: a cultura do cancelamento.

”Eu acho que, às vezes, as pessoas exageram com essa política de cancelamento. Ficam cancelando Influencers por motivo, muitas vezes, banais!

Claro que em alguns casos eu acho correto o cancelamento, mas em outros não. Tem gente que não gosta de um determinado Influencer e fica só esperando o momento certo, que geralmente é um deslize, para cancelar essa pessoa”, acredita.

Dine analisa que errar faz parte da vida de qualquer pessoa na internet e que o primeiro para se redimir é um pedido de desculpas.

728x90 - Americanas

“Eu acho que todo mundo tem o direito de errar e pedir desculpas é essencial”, pondera.

A blogueira não se mete em assuntos polêmicos e nem ataca ninguém nas redes sociais. Mas, ela diz que não é o medo de receber críticas, mas sim um traço de sua personalidade.

“Faz parte da minha personalidade mesmo. Eu fico mais na minha.Prefiro não opinar e nem perseguir pessoas. Apenas cuido da minha vida e não perco o meu tempo rebaixando a imagem de ninguém”, afirma.

Dine não esteve em festas e outras aglomerações durante a pandemia. Ela diz que é fundamental que influencers deem um bom exemplo durante a crise sanitária.

“Não postei fotos porque realmente não andei me aglomerando porque tenho família e tenho medo de pegar o vírus. Os Influencers devem sim dar bom exemplo nesse momento tão crítico de saúde pública”, finaliza.

Foto Jairo Dantas

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião do Portal Da Fama