Garota-propaganda nos Estados Unidos, Edna Freeman relata abuso na infância

Experiente, no melhor sentido da palavra, a atriz e digital influencer brasileira Edna Freeman vem emendando trabalhos publicitários desde quando foi descoberta e selecionada por uma agência americana para o papel principal da campanha de uma rede de hospitais de San Francisco, no norte da Califórnia. De lá para cá, sua popularidade não para de crescer.

Mas, bem antes disso, a artista já pretendia fazer algo que pudesse ajudar na prevenção da violência e do abuso sexual por ter vivido essa traumática experiência. Ela ainda não trabalhava como autora de livros, tampouco tinha publicado o primeiro deles, “Minha Nova Amiga”, quando atuou como voluntária e percebeu uma vontade inquietante de ter a sua própria organização e de desenvolver projetos para o acolhimento.

728x90 - Americanas

Embora a proposta de oferecer algo novo pareça um desafio, Edna, que está cursando Psicologia, prometeu se superar quando esse seu sonho virar realidade. “Sempre soube que o meu objetivo de vida era o de ser porta-voz dos que sofrem ou já sofreram traumas mentais e emocionais”, disse, lembrando que seu relato é uma forma de alerta para os riscos da desinformação.

Por fim, fez questão de destacar: “O amor fortalece, e uma intervenção mais rápida permite que pessoas que passaram por todo esse processo, assim como eu passei, possam lidar melhor com ele no futuro. Meu intuito é tornar o mundo melhor. A responsabilidade é grande, mas coragem não falta, pode apostar!”.

** Este texto não necessariamente reflete, a opinião do Portal Da Fama